Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

mais do elefante

> mail
> loja etsy
> flickr
> pinterest
> instagram
> facebook

posts recentes

44/52

43/52

42/52

41/52

40/52

39/52

38/52

37/52

36/52

35/52

34/52

33/52

32/52

31/52

30/52

29/52

28/52

27/52

26/52

25/52

arquivos

categorias

10on10

14

52 project

52 project14

52 project15

afonso

andar por aí

animação

aniversários

aveiro

azulejo

bloganiversário

brinquedos

c2

carteiras

casa

cinema

coisas

coisas que gosto

comida

crafty

decoração

desenhos

design

disponível/available

edgar

elefante noutro lado

em loja

etsy

exposição

fashion

férias

festa

fita métrica

floral pins

fotografia

giveaway

gocco

gravidez

gravidez02

ilustração

jaime

kids

linha de metros

links

livros

lojas

loopooloo

measuring tape

meter tree

música

natal

note to self

open tabs

os nossos gatos

patrocinado

pins

prendas

quilt

referendo

sim

sm12

snail mail

sorteio

tape measure

técnicos

trabalho

tricot

vendido/sold

vida

todas as tags

pesquisar

 
Terça-feira, 28 de Outubro de 2014

"We Need to Stop Saying "Babies Ruin Bodies""

é tão verdade isto tudo que está escrito neste artigo e ainda assim tão difícil de nos (me) mentalizarmos.

ontem uma amiga dizia-me "somos tão mais do que o nosso corpo, a nossa aparência..." e eu tento dizer isto a mim mesma todos os dias.

para muitos parece uma coisa fútil e, confesso, quando penso sobre o assunto até a mim parece...

um passo de cada vez e a verdade é que já lido muito melhor com o assunto.

tive o privilégio de ter duas vidas a crescer dentro de mim e isso faz esquecer toda e qualquer mazela.

 

 

categorias:
miriam às 15:26
permalink | comentar
2 comentários:
De Diana a 28 de Outubro de 2014 às 17:15
Tão verdade! Também tenho dias em que me olho ao espelho e desanimo, apesar de todo o discurso racional que faço na minha cabeça... Tem sido mais difícil recuperar desta gravidez, a cicatriz profunda que deixa a barriga mais saliente, o peso que teima em não estabilizar, a pele mais flácida, o rosto marcado pelo cansaço, enfim... A pressão social é muito forte, exigem-nos quase a perfeição e se não a atingimos falhámos enquanto mulheres! É fantástico como o nosso corpo muda e se adapta a um novo ser dentro de nós, isso sim é perfeito!
De Daniela a 5 de Novembro de 2014 às 16:19
ja tinha dito mas digo outra vez: por mim, pode vir o segundo arruinar-me o resto do corpo e dar-me dores de parto e mais tarde dores de coração.... cabelo branco...
pode dar-me tudo o que vem junto que eu nao me importo nem preciso de ser "perfeita" para ser feliz (ou infeliz ;))
bjs

comentar post

as imagens que aparecem neste blog são da minha exclusiva propriedade não podendo ser utilizadas noutros sítios sem autorização prévia. todas as imagens que não me pertençam têm a respectiva referência.