Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

mais do elefante

> mail
> loja etsy
> flickr
> pinterest
> instagram
> facebook

posts recentes

44/52

43/52

42/52

41/52

40/52

39/52

38/52

37/52

36/52

35/52

34/52

33/52

32/52

31/52

30/52

29/52

28/52

27/52

26/52

25/52

arquivos

categorias

10on10(15)

14(3)

52 project(49)

52 project14(53)

52 project15(44)

afonso(8)

andar por aí(29)

animação(2)

aniversários(6)

aveiro(5)

azulejo(3)

bloganiversário(14)

brinquedos(2)

c2(4)

carteiras(106)

casa(9)

cinema(10)

coisas(11)

coisas que gosto(36)

comida(26)

crafty(224)

decoração(6)

desenhos(5)

design(32)

disponível/available(4)

edgar(67)

elefante noutro lado(7)

em loja(16)

etsy(67)

exposição(3)

fashion(21)

férias(36)

festa(6)

fita métrica(118)

floral pins(9)

fotografia(3)

giveaway(2)

gocco(7)

gravidez(8)

gravidez02(6)

ilustração(8)

jaime(139)

kids(28)

linha de metros(196)

links(15)

livros(2)

lojas(13)

loopooloo(3)

measuring tape(106)

meter tree(38)

música(13)

natal(5)

note to self(4)

open tabs(5)

os nossos gatos(2)

patrocinado(2)

pins(21)

prendas(12)

quilt(1)

referendo(2)

sim(2)

sm12(3)

snail mail(4)

sorteio(8)

tape measure(106)

técnicos(20)

trabalho(10)

tricot(4)

vendido/sold(76)

vida(87)

todas as tags

pesquisar

 
Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

empty nest

 

Nunca aqui falei dela, da minha barriga. Ficou tão feia como muitas das que aparecem aqui no filme. Feia? Depois de ver este filme já não sei se penso assim, ou pelo menos acho que caminho a passos largos para deixar de pensar assim... Não foi por falta de cuidado como muitas pessoas teimam em achar, temos sempre a tendência para julgar os outros à nossa medida, durante as 41 semanas da minha gravidez hidratei-me com muitos, muitos, cremes, supostamente dos melhores para estas coisas. De nada valeu. E os 9,5kg que engordei, nada de especial na opinião dos experta também não contribuíram para isso. A minha médica bem tinha razão quando dizia "minha querida, põe muito creme, mas se por acaso tiveres tendência para ficares com a pele estragada não há creme no mundo que te valha!". E não valeu! 

Não são estrias, as que tenho são tão minúsculas que mal se vêem, são mesmo tecidos que foram à vida, músculos que nunca mais se vão conseguir unir, que me obrigam a muito tratamento de fisioterapia e a uma abdominoplastia, isto se um dia os quiser voltar a unir artificialmente. A verdade é que já me incomodou muito mais do que hoje, incluindo os muitos olhares reprovadores que já senti, e quando me perguntam "estás grávida!" eu respondo "não... tive um filho com quase 4kgs!". O que para muitas mulheres nem é nada por aí além, já para o meu tamanho petite foi o fim. 

Quando ontem vi este vídeo não consegui de deixar de me rever em praticamente todas as barrigas, e chorei mais uma vez, mas identifico-me muito mais com o comentário de uma das mulheres quando diz que o que tem é um "empty nest"!

categorias:
miriam às 22:25
permalink | comentar
6 comentários:
De **SOFIA** a 25 de Janeiro de 2012 às 23:32
o termo "empty nest" é perfecto, assim como é o nosso corpo, que distende, cuida e regressa de forma diferente do original. os cremes, cada vez me convenço mais, servem ok vá, para hidratar e tal, mas não evitam o inevitável. algumas de nós têm peles mais elásticas outras têm menos, mas se o objetivo é igualmente alcançado, então estamos todas bem.
não chores, és o máximo da maneira que és*
De Ana a 25 de Janeiro de 2012 às 23:56
Olá Miriam,

Sem nunca ter sido mãe, entendo perfeitamente o que dizes: quatro cirurgias, duas delas estilo talhante da esquina, deixaram-me com a barriga deformada. Como tu, a única esperança é a cirurgia reconstrutiva.

Não amo como está, não. E a minha relação com ela ainda não é totalmente pacífica. Quem sabe, um dia?

Beijinhos e boa sorte. :)
De Maria João a 26 de Janeiro de 2012 às 10:20
Sortuda daquelas mulheres que uma semana depois de terem sido mães estão mais magras e esbeltas do que antes de engravidarem.
Em relação à minha barriga nada a apontar, nem uma estria para contar a história, já os quilos com que fiquei depois de 2 gravidezes (mais esta que ainda não acabou) é que me deixam tristes.
Mas daí, olho para eles e penso, amanhã faço dieta :))))
Sei que no teu caso a dieta não resolve nada, e como queres teres mais filhos acho que depois podes recorrer a uma cirurgia para te sentires melhor! Essa barriga é a prova de 41 semanas de muito amor :)))
De umademim a 6 de Fevereiro de 2012 às 12:56
somos duas ( eu com mais uma gravidez em cima) e com mossa a dobrar e por muito creme que tenha posto dos mais caros ao óleo de amêndoas doces nada adiantou. tem a ver com a pele de cada um....os meus tecidos também foram à vida e ficamos assim sem a desculpa do bebé lá dentro....e por isso vazias...
De Catarina a 23 de Fevereiro de 2012 às 15:19
http://www.howtobeadad.com/2012/8410/you-are-mama-we-hear-you-roar
De Joana Malho a 22 de Junho de 2012 às 15:29
Olá Miriam!
Adorei a tua partilha :)
A minha barriga é a minha história e a minha história é o João, com refegos, estrias e proeminências incluídas.
Não a trocava por nada :)
Bjos e parabéns pela barriga que cresce

comentar post









as imagens que aparecem neste blog são da minha exclusiva propriedade não podendo ser utilizadas noutros sítios sem autorização prévia. todas as imagens que não me pertençam têm a respectiva referência.
Follow on Bloglovin